domingo, 13 de junho de 2010

Show da Alemanha

O show da Alemanha não aconteceu apenas durante a partida hoje com a fraca Austrália. Muitos criticam a presença de nacionalizados nas seleções nacionais que hoje mais se parecem com clubes, que contratam jogadores, do que verdadeiras representações da população nacional, realidade de trinta anos atrás quando eram raros tais fenômenos. Penso que, o lado positivo da presença de estrangeiros nacioalizados, e que transparece na seleção alemã, é o argumento anti-racismo, anti-xenófobo que reside incontestável. Na Europa atual o sentimento racista se dá contra pessoas de países subdesenvolvidos que imigram para aqueles países em busca de uma vida melhor. Brasileiros, turcos, poloneses, entre outros, são mal vistos por muitos por "roubarem" os empregos dos nacionais oferecendo mão de obra barata para as empresas. Pois bem, a seleção alemã que jogou hoje é uma amostra de como os estrangeiros devem ser aceitos pelos nacionais, podendo contribuir para o pleno desenvolvimento de uma nação. O jogo contou com os atacantes Klose e Podolski, ambos nascidos na polônia, Mesut Ozil, nascido da turquia, que foi considerado o cérebro do time pelos comentaristas, além do brasileiro Cacau que marcou um gol. Fico feliz com essa diversidade, que apesar de alguns efeitos nocivos ao futebol, mostra ao mundo que a diversidade faz bem. Talvez até por isso sejamos tão vitoriosos.

Um comentário:

Basile disse...

http://copadomundo.uol.com.br/2010/ultimas-noticias/2010/06/23/geracao-de-estrangeiros-da-alemanha-e-exemplo-de-mudanca-no-pais.jhtm

Reportagem com o mesmo tema...