segunda-feira, 9 de março de 2009

Henfil


Se não houver frutos, valeu a beleza das flores; se não houver flores, valeu a sombra das folhas; se não houver folhas, valeu a intenção da semente.

4 comentários:

Jomery Nery disse...

Há um tempo, o Tutmés declamou esta poesia em uma palestra que fez. Foi muito interessante pois ele conseguiu amoldar o contexto poético ao tema da palestra.
Abraço

Basile disse...

Ele é fera mesmo!

Jomery Nery disse...

Basile,

dá uma passada lá no meu blog pq eu postei um texto e gostaria do seu posicionamento.
Abraço

Afrânio Novaes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.