quarta-feira, 25 de março de 2009

Ainda o Oscar 2009

Assisti essa semana o filme "O leitor", onde Kate Winslet contracena com um ator desconhecido, mas muito bom, onde é desenvolvida uma história interessante e inteligente. Ainda não tive a oportunidade de assistir "Milk", mas certamente "Quem quer ser um milionário?" não merecia o Oscar de melhor filme. Pode-se afirmar que o Oscar é parcial no sentido de que apenas os filmes americanos ou filiados àquela linha de cinema podem ser vencedores. Mas dentro daqueles indicados ao Oscar, e que portanto preenchem tais requisitos, há outros melhores do que "Quem quer ser um milionário?". Pena que os cinemas de Maceió não prestam, com exceção do CINE SESI, e o filme "Milk" passou apenas uma semana em exposição. Hoje quis mais fazer um desabafo do que um comentário descente...
Abraços!

3 comentários:

Elaine Pimentel disse...

Concordo com você, Basile. "Quem quer ser um milionário?" não me pareceu um filme à altura de um Oscar. Talvez seja mesmo marketing hollywoodiano, para "parecer bem na fita" (metáfora bem pertinente, aliás!), ao premiar um filme indiano. Quanto ao filme "O leitor", achei de uma grande sensibilidade. Uma narrativa linda e surpreendente. Um filme para se recomendar aos amigos. Um abraço!

Ana Cecília Dantas disse...

Há muito tempo o oscar não é, para mim, critério de nada!
E digo isso mesmo tendo adorado o "Quem quer ser um milionário". Recomendo a todos, mesmo não sendo o melhor filme do ano.
Na verdade é muito difícil escolher um filme para premiar dentre tantos estilos diferentes. Talvez a arbitrariedade seja mais necessária do que a gente imagina... e o melhor seja mesmo fazer política com a premiação.

Basile disse...

Quanto pessimismo Cecília! kkkkk